Rede de Divulgação


Voltar

Pesquisa mostra que produção agrícola deverá bater recorde em 2020

Segundo estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a produção agrícola poderá atingir 246,7 milhões de toneladas neste ano, superando o recorde de 2019.

São Paulo | 14/02/2020

Segundo estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a produção agrícola poderá atingir 246,7 milhões de toneladas neste ano, superando o recorde de 2019. O número poderá alcançar 2,2% a mais de toneladas em relação ao resultado do ano anterior.

Esse avanço, portanto, está marcado pelo impulsionamento da soja, que também entra nas estatísticas de avanços históricos, atingindo 8,7% acima da produção de 2019, o que corresponde a 123,3 milhões de toneladas. Sendo assim, a expectativa é de que a soja represente 50% do volume de toda a produção agrícola de grão em território brasileiro neste ano.

Além disso, a produção de algodão chega a 7 milhões de toneladas, representando um aumento de 1,6% hoje. Alimentos como milho e arroz também são evidenciados junto à soja e correspondem a, aproximadamente, 93,2% da produção de alimentos e 87,2% da área para colheita.

Entretanto, o cultivo do milho pode ser reduzido em 4,4% neste ano, com total de 96,2 milhões de toneladas, visto que seu recorde foi atingido em 2019 como a maior colheita histórica, alcançando 100,6 milhões de toneladas. Enquanto isso, o arroz também recua na produção em vista da redução de 8,6% na área plantada.

Podemos apresentar, ainda, os principais produtos que contribuem para a economia do agronegócio brasileiro: algodão herbáceo, feijão, arroz e soja. Em vista disso, muitos agricultores e empreendedores apostam nesses quatro alimentos para o aumento da produção agrícola em 2020, calculando uma estimativa de 1,6 milhões de novas toneladas, com um avanço de 0,7%.

Ainda assim, a produção de algodão herbáceo é vista como potencial para uma colheita histórica em 2020, totalizando um crescimento de 1,6% em relação ao ano passado, o que corresponde a 7 milhões de toneladas cultivadas neste ano.

Estados como Mato Grosso do Sul, em primeiro lugar na produção de soja no país, e Paraná, vindo em seguida, são responsáveis pelo aumento da colheita, que está estimada em 33 milhões e 19,8 milhões de toneladas em 2020, respectivamente. O estado do Paraná, no entanto, vem se recuperando de um período desfavorável, tendo em vista as severas restrições de chuvas e excesso de calor em sua safra no ano de 2019.

Ademais, fatores como conveniência do valor dos produtos contam como incentivo à produção de alimentos como soja e milho. Seu cultivo é motivado por preços favoráveis tanto no mercado interno quanto no externo, o que resulta no interesse desses tipos de grãos, de acordo com o gerente de Agricultura do IBGE.

A safra agrícola, portanto, deve atingir números extraordinários por conta da produção de soja, expandindo-se em 8,7% em relação ao ano anterior. Neste sentido, a estimativa é de que 2020 alcance recordes, como o de 246,7 milhões de toneladas, também por meio do cultivo de outros tipos de grãos.

O Universo de Negócios traz todas as informações relevantes sobre diversos segmentos, incluindo a produção agrícola e seu quadro para o ano de 2020. No site, é possível publicar releases, auxiliar o clipping de notícias e se informar sobre novidades em todo o território brasileiro.


Website: http://universodenegocios.com.br/